Imposto de renda

Como declarar FIIs no Imposto de Renda?

Os títulos, o ganho de capital na venda das cotas e os valores recebidos precisam ser declarados, apesar da isenção de rendimentos dos fundos imobiliários

Fundos imobiliários: ativo vem perdendo valor de mercado em momento de juros altos e maior aversão ao risco

Apesar do rendimento dos Fundos de Investimentos Imobiliários (FIIs) serem isentos do Imposto de Renda, os títulos, o ganho de capital na venda das cotas e os valores recebidos precisam ser declarados à Receita Federal. Por isso, o investidor precisa ficar atento no momento em que for prestar as contas ao fisco.

O prazo para envio do IR já está aberto e segue até dia 31 de maio deste ano. Nos seis primeiros dias, a Receita recebeu mais de cinco milhões de declarações. Até o final do prazo, o órgão espera receber até 43 milhões de informes.

Vale lembrar que a Receita mudou algumas regras no IR. Uma delas diz respeito à obrigatoriedade da declaração para quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 30.639,90 em 2023. A regra em vigor até então estipulava um limite de R$ 28.559,70.

Também está obrigado a declarar quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte que ultrapassaram R$ 200 mil, ante os R$ 40 mil do ano passado; quem obteve receita bruta da atividade rural de R$ 153.199,50, contra R$ 142.798,50 em 2022; quem tinha posse ou propriedade de bens e direitos, inclusive terra nua, superior a R$ 800 mil, até 31 de dezembro de 2023.

Como declarar FIIs no Imposto de Renda?

Cotas devem ser declaradas como Bens e Direitos

Ao abrir o sistema de declaração do Imposto de Renda da Receita Federal, você deve escolher a aba Bens e Direitos, e incluir as informações sobre os FIIs na categoria “07 – Fundos”, depois o código ‘03 – Fundos Imobiliários (FIIs)’. Lá, você deve informar o valor pelo qual você adquiriu as cotas, na caixa “Situação em 31/12/2023”. Se foram realizadas mais de uma compra, informe o custo de aquisição calculado pela média ponderada.

Se você já tinha esse investimento antes de 2023, preencha o campo “Situação em 31/12/2022” com o valor declarado no ano passado. Se você adquiriu as cotas apenas em 2023, pode manter o campo de 2022 com o valor zerado.

Na parte Discriminação, você precisa informar qual instituição financeira é a administradora do fundo, bem como dar o número de CNPJ do fundo, quantidade de cotas que você detém e informar se o titular é você ou seu dependente.

Se o fundo é negociado na bolsa de valores, vale incluir na descrição o ticker do fundo.

Como declarar os dividendos dos FIIs

Já os rendimentos recebidos dos fundos imobiliários devem ser incluídos na declaração de imposto de renda, na ficha ‘Rendimentos Isentos e Não Tributáveis’, no código ‘99 – Outros’ (não há código específico para FIIs). Lá, descreva o valor dos dividendos (rendimentos isentos) que recebeu ao longo de 2023.

Para saber ainda mais sobre investimentos e educação financeira, não deixe de visitar o Hub de Educação da B3.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias