Notícias

Juro bancário médio avança para o maior patamar em 5 anos

Dados divulgados nesta segunda-feira pelo Banco Central mostram ainda que os juros do rotativo do cartão de crédito estão próximos de 400% ao ano

Calculadora azul apoiada em fundo claro apresenta a escrita "Juros" no visor. Foto: Adobe Stock
A definição clássica dos juros diz que eles representam o valor do dinheiro ao longo do tempo. Foto: Adobe Stock

Por Redação B3 Bora Investir

A taxa de juros média cobrada pelos bancos em suas operações com pessoas físicas e jurídicas chegou a 42,4% ao ano em outubro – um aumento de 1,7 ponto percentual na comparação com setembro. É o maior patamar em quase cinco anos – em novembro de 2017, as taxas estavam em 42,6% ao ano. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira, 28/11, pelo Banco Central (BC).

O custo médio do crédito para pessoas físicas alcançou 56,6% ao ano no mês passado – de 54% registrado em setembro. É o maior patamar desde fevereiro de 2018 (56,9% ao ano). Já para as empresas, a taxa média de juros subiu para 23,5% ao ano, em outubro. É um avanço de 0,5 ponto percentual em relação a setembro e o maior nível desde agosto de 2017 (24,4% ao ano).

Os juros médios nos casos acima são calculados com base em recursos livres. Eles excluem o crédito direcionado que inclui financiamento habitacionais, rurais e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O aumento registrado em outubro é reflexo de uma taxa básica de juros em patamares elevados. Desde março do ano passado, a Selic avançou de 2% para 13,75% ao ano. A escalada dos juros é uma medida do Banco Central para conter as pressões inflacionárias vindas desde a pandemia e agravadas pela guerra na Ucrânia.

Os mais caros: cheque x cartão de crédito

A taxa de juros do cartão de crédito rotativo avançou novamente para 399,5% ao ano em outubro, de 390,7% ao ano em setembro. É a maior taxa desde agosto (399,6% ao ano).

O rotativo do cartão é a “linha de crédito” mais cara do país. Ela é acionada pelas pessoas que não conseguem pagar o valor total da fatura na data do vencimento, sem ficar inadimplente. Caso o cliente não use a medida e não quite a fatura, o banco deve parcelar o saldo devedor ou oferecer uma forma de quitar a dívida com melhores condições em até 30 dias.

No cheque especial, a taxa das pessoas físicas teve um leve recuo de 134,3% ao ano, em setembro, para 132,5% ao ano, em outubro.

+ Inflação controlada: como os Bancos Centrais definem a taxa de juros?

Saldo de Crédito

O estoque de crédito no sistema financeiro cresceu 1% em outubro, para R$ 5,214 trilhões. Em 12 meses, houve alta de 15,8%. O saldo total de crédito para as famílias aumentou 1,8% no mês, chegando a R$ 3,117 trilhões. Para as empresas, houve queda de 0,1%, para R$ 2,097 trilhão.

Entre as famílias brasileiras, as modalidades de crédito que mais se destacaram em outubro foram crédito pessoal consignado para trabalhadores do setor público (+2,4%), cartão de crédito (+2%) e crédito pessoal não consignado (+1,5%).

Inadimplência

A inadimplência média nas operações de crédito teve um leve aumento de 0,1 ponto percentual em outubro para 3%, em relação a setembro. É a maior desde maio de 2020 (3,2%). Para as famílias, a inadimplência avançou de 3,8% em setembro para 3,9% em outubro e para as empresas de 1,6% para 1,7%.

O endividamento somou 49,9% da renda acumulada em 12 meses até setembro. Um leve aumento de 0,1 ponto percentual em relação a agosto.

+ Como fazer um orçamento mensal e não dever nunca mais?

Precisa de ajuda para colocar as contas em dia, começar a investir e entender mais de economia? Acesso os cursos gratuitos no Hub de Educação da B3. Esse aqui é sobre “Como Organizar suas Finanças”.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias