Notícias

Mercado financeiro hoje: dados de emprego nos EUA e votação dos fundos exclusivos

Presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, também fica no radar bem como a reação do petróleo em dia de reunião ministerial da Opep+

Foto: Adobe Stock
Os investimentos chamados de créditos privados nada mais são do que títulos de dívidas emitidos por empresas e instituições não-públicas. Foto: Adobe Stock

Por Redação B3 Bora Investir

A publicação do relatório da ADP sobre a geração de postos de trabalho no setor privado dos Estados Unidos em setembro deve conduzir as expectativas para juros nos mercados hoje, após o forte relatório Jolts induzir apostas em política monetária restritiva por mais tempo no país. Podem contribuir também os resultados de índices de gerentes de compras (PMI) do setor de serviços e composto americano, além de comentários de três dirigentes do Federal Reserve (Fed, o banco central americano).

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, fica no radar bem como a reação do petróleo em dia de reunião ministerial da Opep+ (Organização dos Países Exportadores de Petróleo).

No Brasil, além dos PMIs, deve repercutir o texto final da taxação de offshore e dos fundos exclusivos, que deverá ser votado hoje no plenário da Câmara. Ainda, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, reúne-se com a Direção da Frente Nacional de Prefeitos (FNP).

Rendimento dos Treasuries e Petróleo

Os rendimentos dos Treasuries (títulos do Tesouro americano) seguem ampliando ganhos de ontem e os de longo prazo se mantém nos maiores níveis desde 2007, embora os ajustes sejam mais moderados, permitindo um ensaio de melhora nos mercados de ações e alívio do dólar ante pares rivais e moedas emergentes ligadas a commodities.

A dois dias da divulgação do relatório de emprego americano, o payroll, os investidores estão à espera hoje dos dados econômicos dos EUA e comentários de dirigentes do Fed para reavaliar suas apostas sobre os próximos passos da política monetária.

+ O que é o Federal Reserve (Fed) e por que a decisão de juros dos EUA é importante

Comentários da presidente do BCE também serão monitorados. O petróleo está caindo antes do desfecho da reunião da Opep+.

Fundos de alta renda e Desenrola

Os mercados devem continuar sensíveis ao comportamento dos títulos americanos, após o estresse dos últimos dias em meio a perspectivas crescentes de novo aperto de juros nos EUA, após dados fortes de atividade e emprego divulgados no país.

Ontem, os juros futuros abriram, o dólar à vista fechou valendo R$ 5,15, maior cotação desde 28 de março, e o Ibovespa caiu 1,42%, aos 113,4 mil pontos – menor pontuação de fechamento desde 5 de junho, em meio a fluxo de saída de capitais que se destinaria à compra de Treasuries para aproveitar a escalada de juros.

Votações de medidas no Congresso devem repercutir também. Ontem à noite, a Câmara dos Deputados encerrou a votação do marco das garantias, uma das apostas do Ministério da Fazenda para destravar a concessão de crédito no País, aumentar o consumo das famílias e impulsionar o crescimento econômico. O texto vai agora para sanção presidencial. Após o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sancionar o Desenrola Brasil ontem, o Ministério da Fazenda destacou que a plataforma para renegociação de dívidas negativadas – bancárias e não bancárias – será aberta na próxima segunda-feira, 9.

+ Desenrola Brasil: 16 perguntas e respostas sobre o programa

O relator do projeto de lei que prevê a tributação de fundos de alta renda, deputado Pedro Paulo (PSD-RJ), divulgou ontem o parecer preliminar, mas deixou de fora a proposta enviada pelo governo que acaba com a dedutibilidade dos Juros sobre Capital Próprio (JCP) da base de cálculo de tributos para todos os setores da economia. O parlamentar estuda incluir essa medida no texto, mas ainda espera uma proposta do ministro da Fazenda, Fernando Haddad. A ideia é que seja construído um “meio-termo” para atender as lideranças da Casa.

*Informações da Agência Estado

Quer entender o que é macroeconomia e como ela afeta seu bolso? Acesse o curso gratuito Introdução à Macroeconomia, no Hub de Educação da B3.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias