Mercado

Ibovespa cai 2,15% com mercado digerindo Copom e Fed; dólar tem maior alta do mês

Ibovespa sofre forte queda no dia após as decisões dos bancos centrais de Brasil e EUA de manterem juros; dólar hoje tem maior avanço do mês

Ibovespa
O Ibovespa é o principal índice de ações da B3, a Bolsa de Valores do Brasil

Por Redação B3 Bora Investir

A bolsa de valores hoje operou o dia inteiro em forte oscilação de queda, enquanto o dólar terminou o dia com a maior alta de setembro. Após as decisões sobre política monetária dos bancos centrais do Brasil e dos EUA na quarta-feira, o Ibovespa encerrou o pregão em baixa de 2,15%, aos 116.145 pontos.

Na quarta, o principal índice da bolsa avançou 0,72%, perdendo força depois da decisão do Fed, divulgada à tarde. O BC se manifestou apenas após o fechamento do mercado. A autarquia nacional definiu um corte de 0,5 ponto percentual na Selic, a 12,75% ao ano.

Como equilibrar a renda fixa e variável durante a queda de juros

No pregão de hoje, entre as principais altas do dia, as ações de Natura ON (NTCO3) e Suzano (SUZB3) foram os destaques. O setor de seguros e varejo ficou na ponta negativa, com fortes quedas em Guararapes (GUAR3) e Magazine Luiza (MGLU3).

Dólar hoje

Ao mesmo tempo em que o Ibovespa fechou no vermelho, o dólar teve sua maior alta no mês até agora. A moeda americana subiu 1,13% contra o real brasileiro, terminando o pregão cotada em R$ 4,93.

No cenário internacional, o DXY, que mede o desempenho do dólar em relação a outras moedas importantes, também subiu. Contra a cesta de divisas que contém o iene japonês e o euro, a moeda americana avançou 0,26%, a 105,40 pontos.

Copom

O Copom anunciou mais uma queda na taxa de juros. Além disso, o comitê indicou que deve manter o ritmo de cortes nas próximas duas reuniões. “Em se confirmando o cenário esperado, os membros do Comitê, unanimemente, anteveem redução de mesma magnitude nas próximas reuniões”, segundo o comunicado do Copom.

Fed movimentou Ibovespa já na quarta

Já com relação ao Banco Central americano, a decisão de manutenção da taxa veio em linha com as projeções do mercado, mas o comunicado mostrou o Fed surpreso com a resiliência da economia americana.

Ao citar a evolução dos indicadores econômicos, Powell reforçou o incômodo com a inflação e sinalizou por que a taxa de juros não deve voltar a cair tão cedo.

Melhores ações da bolsa de valores hoje

Entre as principais altas da bolsa de valores hoje, os papéis de Suzano foram os que mais subiram. A ação ordinária da empresa de papel e celulose teve alta de 2,04% nesta quarta.

Eis a lista das cinco ações que mais se valorizaram no pregão desta quarta-feira (21/09). Ela contempla ações que tiveram volume igual ou superior a R$ 1 milhão na Bovespa, e foi atualizada às 17h30, podendo sofrer ajustes:

  • Suzano ON (SUZB3): +2,04%
  • Sabesp ON (SBSP3): +2,03%
  • Natura ON (NTCO3): +1,95%
  • Odontoprev ON (ODPV3): +1,63%
  • CSN Mineração (CMIN3): +1,54%

Piores ações da bolsa de valores nesta quarta-feira

Por outro lado, as ações da varejista farmacêutica Pague Menos tiveram a pior desvalorização de hoje. O papel ON da companhia (PGMN3) caiu 11,20%.

Segue a lista das piores ações da Bovespa no pregão de hoje.

  • Pague Menos ON (PGMN3): -11,20%
  • Ânima Educação ON (ANIM3): -11,05%
  • Guararapes ON (GUAR3): -10,14%
  • Even ON (EVEN3): -8,02%
  • DASA ON (DASA3): -6,73%

Bolsas Internacionais

Nos Estados Unidos, o mercado também reagiu negativamente à decisão e comunicado do Federal Reserve de manter os juros anuais no patamar de 5,25% a 5,50%.

As bolsas de Nova York fecharam hoje em queda, sendo que todas caíram mais de 1%. O índice Dow Jones terminou o pregão em baixa de 1,07%, aos 34.070 pontos, enquanto o S&P 500 fechou com desvalorização de 1,64%, estacionando em 4.329 pontos. A Nasdaq teve a queda mais violenta, sofrendo perda de 1,82%, no patamar de 13.223 pontos.

Na Europa, o índice FTSE 100, de Londres, fechou em baixa de 0,69%, a 7.678,62 pontos. O CAC 40, de Paris, baixou 1,59%, a 7.213,90 pontos. O DAX de Frankfurt, por sua vez, cedeu 1,33%, a 15.571,86 pontos. Em Milão, o FTSE MIB baixou 1,78%, a 28.708,55 pontos. Nas praças ibéricas, o PSI 20, de Lisboa, recuou 0,41%, a 6.163,05 pontos, e o Ibex 35, de Madri, caiu 1,03%, a 9.546,80 pontos. As cotações são preliminares.

Com informações do Estadão Conteúdo

Quer entender o que é macroeconomia e como ela afeta seu bolso? Acesse o curso gratuito Introdução à Macroeconomia, no Hub de Educação da B3.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias