Mercado

Mercado financeiro hoje: otimismo no exterior, repercussão de Americanas no Brasil

Destaque ainda à sondagem mensal da Confederação Nacional da Indústria (CNI) de dezembro

Fachada das Lojas Aamericanas
BTG, Bradesco e Safra são alguns dos credores. Foto: Adobe Stock

Por Redação B3 Bora Investir

A sexta-feira é de agenda enxuta, com destaque para os discursos de dois dirigentes do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) e o encerramento do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça. 

No Brasil, destaque à sondagem mensal da Confederação Nacional da Indústria (CNI) de dezembro e a repercussão do pedido de recuperação judicial da Americanas ontem, que teve a exclusão da companhia do Ibovespa e de outros 13 índices listados na Bolsa do Brasil pela B3 no final do dia. 

+ B3 exclui ações da Americanas do Ibovespa e de outros 13 índices 

+ Entenda a crise que levou a Americanas à recuperação judicial em 8 dias

Otimismo e Netflix 

No mercado externo investidores mostram algum apetite nesta sexta-feira, com as bolsas internacionais em leve alta e futuros de Nova York mostrando que hoje pode ser um dia de recuperação das bolsas no mercado à vista. Ontem, elas fecharam com perdas generalizadas pelo segundo pregão consecutivo em meio a temores renovados sobre a possibilidade de uma recessão nos EUA. 

A melhora é amparada pelas ações da Netflix, que operam em forte alta ainda em reação ao balanço trimestral da plataforma de streaming, que surpreendeu em termos de assinantes. A Bolsa de Londres sobe, apesar de as vendas no varejo do Reino Unido terem caído 1% em dezembro, na margem, frustrando a expectativa de analistas de alta de 0,3%. 

Na Alemanha, o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) da Alemanha subiu 21,6% em dezembro de 2022 ante igual mês do ano anterior, desacelerando após dar um salto anual de 28,2% em novembro.

+ A importância da diversificação de investimentos em cenários de risco local

Ibovespa e BC

A alta das bolsas no exterior pode ajudar o Ibovespa, enquanto o dólar misto no mercado estrangeiro e a agenda esvaziada podem deixar os negócios com a moeda americana e juros futuros mais voláteis.

De qualquer modo, o humor mau humor dos investidores com as críticas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à independência do Banco Central e à atual meta de inflação já foi amenizado ontem pelo ministro-chefe da Secretaria de Relações Institucionais, Alexandre Padilha, que garantiu não haver “nenhuma predisposição” do governo em mudar a relação com o BC.

*Informações da Agência Estado

Para saber ainda mais sobre investimentos e educação financeira, não deixe de visitar o Hub de Educação da B3.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias