Investir melhor

Os 10 fatores que mais desmotivam o investidor

Especialistas apontam os fatores que mais desmotivam e como se tornar um investidor mais persistente

Desmotivação. Foto: Pixabay
Saiba o que pode te desmotivar ou te fazer um investidor mais persistente. Foto: Pixabay

Por João Paulo dos Santos

Um dos grandes obstáculos para os investidores é a desmotivação. Conseguir contornar esse sentimento é essencial para conquistar os objetivos financeiros. 

Por isso, o Bora Investir buscou conhecer e entender quais os principais fatores que desmotivam o investidor na sua caminhada. Caritsa Moreira, analista da VG Research, apontou 10 deles. 

O que mais desmotiva o investidor

  1. Soberba

A soberba é o primeiro comportamento destrutivo. Investidores que se mostram excessivamente confiantes ou arrogantes acreditam que conhecem tudo, e nada foge do seu controle. 

“Ao pensar dessa maneira, o investidor não está aberto para aprender e entender que pode ser necessário mudar a estratégia diante de alterações no mercado ou mesmo a partir de uma conversa esclarecedora com pessoas e profissionais experientes”, diz Moreira . 

Assim, diante da possível frustração por não ver os resultados que esperava, a pessoa acaba se desmotivando. 

  1. Efeito Manada

Quando muitos investidores seguem o comportamento da maioria, o famoso efeito manada,  sem fazer sua própria análise, isso pode levar a decisões irracionais. Isso pode desmotivar tanto o investidor que participou da criação do movimento irracional, quanto os investidores que preferem estratégias baseadas em fundamentos.

  1. Falta de Transparência

A falta de informações claras e precisas sobre um investimento pode desmotivar os investidores. “A opacidade nos produtos financeiros ou nas práticas de uma empresa pode gerar desconfiança”, afirma a analista da VG Research.

  1. Conflitos de Interesse

Quando intermediários financeiros têm interesses conflitantes, como quando recebem comissões com base na venda de produtos específicos, isso pode desmotivar os investidores que questionam a imparcialidade das recomendações.

  1. Volatilidade Extrema

A volatilidade excessiva e as oscilações abruptas nos preços de ativos podem desencorajar investidores que preferem um ambiente mais estável.

  1. Escândalos e Fraudes

Fraudes financeiras, escândalos corporativos e casos de corrupção podem abalar a confiança dos investidores e desmotivá-los a participar do mercado.

  1. Política e Regulação

Alterações em políticas de distribuição de dividendos, na gestão de empresas estatais, ou mudanças frequentes nas políticas econômicas e na regulação financeira podem criar incertezas que afastam os investidores do mercado.

  1. Má Performance de Investimentos

Sobretudo o investidor mais imediatista, ao se deparar com uma performance mais fraca em algum período, pode se desmotivar por achar que está seguindo a estratégia errada.

  1. Falta de Diversificação

A falta de diversificação na carteira de investimentos pode aumentar os riscos e, se os investimentos se desvalorizarem significativamente, isso também pode desmotivar os investidores.

  1. Comunicação Ineficaz

A comunicação inadequada por parte das empresas, gestores de fundos ou consultores financeiros pode deixar os investidores confusos. Se o investidor também não for atrás das informações, isso pode dificultar mais.

O que o investidor pode fazer para evitar esses fatores?

Segundo Caritsa, buscar conhecimento sobre os investimentos é uma das formas de não se sentir desmotivado, já que a pessoa começa a conhecer os processos. Outra estratégia é buscar mitigar riscos com a diversificação.

A paciência é outro ponto destacado por ela como essencial. “Evitar o comportamento de manada e não se deixar influenciar por emoções impulsivas também é importante. Se você tem uma estratégia, sobretudo baseada em fundamentos, ela exige tempo. Então, ter paciência ao longo do processo é fundamental”.

Qual a importância de persistir nos investimentos? 

Segundo Alan Martins, analista da Nova Futura Investimentos, é importante persistir se você deseja realmente atingir seu objetivo, seja uma quantia ou um bem material. “É persistir que vai te levar à concretização de seu objetivo”.

Como o investidor pode se tornar mais resiliente?

1. Definir Metas Claras: Tenha metas financeiras claras e bem definidas. 

2. Diversificar a Carteira: A diversificação ajuda a reduzir o risco de grandes perdas em um único investimento. 

3. Investir a Longo Prazo: Adote uma abordagem de investimento de longo prazo. Isso significa olhar além das flutuações de curto prazo e manter seus investimentos por um período suficientemente longo para aproveitar o poder dos juros compostos.

4. Manter a Disciplina: Mantenha-se fiel ao seu plano de investimento, independentemente das condições de mercado. 

5. Aprender continuamente: Esteja disposto a aprender e a se atualizar sobre investimentos e mercados. 

6. Gerenciar o Risco: Avalie cuidadosamente o risco associado aos seus investimentos.

7. Aceitar a Incerteza: Reconheça que os mercados financeiros são inerentemente incertos e que as perdas fazem parte do processo de investimento. Esteja preparado para enfrentar obstáculos e se adaptar.

8. Manter uma Reserva de Emergência: Mantenha uma reserva de dinheiro acessível para cobrir despesas inesperadas, para que você não precise resgatar investimentos em momentos desfavoráveis.

9. Buscar Apoio Profissional: Se você não se sentir confortável gerenciando seus próprios investimentos, considere a ajuda de um consultor financeiro qualificado para orientação personalizada.

10. Manter a calma: Cultive a habilidade de manter a calma em situações de estresse financeiro. A paciência é um ativo valioso.

Quer saber mais sobre comportamento do investidor? Confira a Masterclass gratuita no Hub de Educação da B3!

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.