Organizar as contas

Como organizar as contas e comprar dólar para o intercâmbio

Especialistas indicam a melhor estratégia para adquirir moedas estrangeiras e se planejar para fazer um intercâmbio

Bandeiras hasteadas de vários países onde as empresas estrangeiras vendem papéis de ações via BDR. Intercâmbio. Foto: Adobe Stock
O mundo globalizado conta com investimentos que alcançam toda a economia mundial. Foto: Adobe Stock

Por Guilherme Naldis

Além de melhorar sua comunicação em um novo idioma, o intercâmbio pode ser uma daquelas experiências que mudam uma vida. Mas antes de realizar o sonho e voar pelo mundo, é preciso ter os pés firmes no chão e se atentar a uma realidade muito prática: o preço pago por isso.

Segundo Marcelo Melo, sócio da IE Intercâmbio, o preço da viagem é algo entre R$ 14 mil e R$ 40 mil reais. “O valor pode variar bastante, pois é definido por algumas variáveis como a duração e tipo de intercâmbio, a época da viagem, a acomodação, a passagem aérea e os custos de vida durante a viagem”, explicou.

Ele afirma que a extensão média de um intercâmbio é de seis semanas para quem tem foco em estudar um novo idioma e de 24 semanas para quem também pretende ter uma permissão de trabalho. Ele listou os destinos mais frequentes. Veja!

  1. Canadá 
  2. Irlanda
  3. Inglaterra
  4. Austrália 
  5. Estados Unidos 

O mercado brasileiro de educação internacional cresceu 18% em 2022 em relação a 2019, antes e depois da pandemia, com mais de 455 mil pessoas indo estudar no exterior. Os dados são da pesquisa Selo Belta 2023, divulgada pela Associação Brasileira de Agências de Intercâmbio. O investimento médio para um curso no exterior também subiu, indo de US$ 5.928,00 em 2019 para US$ 8.307,00 no ano passado.

+ Recebi meu primeiro salário. E agora, como cuido das finanças?

“Acreditamos que a educação traz liberdade e empoderamento para o brasileiro no mundo. Isso nos faz conhecer a fundo as dores, necessidades e sonhos do cidadão global do nosso país nas últimas décadas”, comenta o CEO do grupo Braza, conglomerado de empresas de câmbio, Heber Cardoso.

Como juntar a quantia para fazer um intercâmbio?

Chegou o momento difícil da conversa. Mas, se você já lê o Bora Investir com alguma frequência, sabe que os objetivos financeiros são mais do que acúmulo de dinheiro: é a forma mais prática de realizar sonhos. O sacrifício de cortar despesas e a paciência necessária para juntar a grana necessária valem a pena quando o desejo se torna realidade.

+ Como posso comprar um iPhone 15 só com meus investimentos?

Para isso, o planejador financeiro CFP pela Planejar, Victor Marques, fez uma projeção de quanto um investidor precisa reservar, ao mês, para conseguir fazer seu intercâmbio em cinco anos. Ele trabalhou com a hipótese de que a viagem custará, em média, R$ 27 mil, conforme os dados fornecidos pela IE.

Além de contar com o montante acumulado, o investidor ainda vai resgatar a grana acrescida do rendimento dos seus investimentos, com uma média de lucro projetado em 6% ao ano. Veja:

Aporte mensalInflação mensalRetorno mensalAporte anualInflação anualRetorno anualResgate total
R$ 387,000,33%0,5%R$ 4.664,004%6%R$ 27 mil
Fonte: Planejar

Vamos combinar que R$ 387 por mês não é muito coisa, né? Mas, ao longo dos cinco anos, o valor poupado é de R$ 23.320,00. E os outros R$ 3.680.00? Virão do rendimento dos seus investimentos. Neste caso, a suposição foi de uma carteira conservadora, mas diversificada.

Vale lembrar que os ajustes cambiais podem alterar o preço de R$ 27.000,00 para realizar o intercâmbio

Como se planejar para comprar dólares para a viagem 

Com a grande volatilidade do dólar nos últimos tempos, aqueles que buscam a moeda, seja para viajar ou planejar um intercâmbio, se perguntam qual o melhor momento para comprar. São diversos os fatores que contribuem para a movimentação da taxa de câmbio, como o cenário da economia brasileira e internacional, além da retomada do turismo. 

Para Jorge Arbex, diretor da Travelex Confidence, a moeda norte-americana ainda deve se manter volátil nos próximos meses. Por isso, esperar para comprar o dólar na “hora certa” pode significar um prejuízo no orçamento, dado que o valor da divisa vem oscilando diariamente.

Para ele, comprar aos poucos para garantir um bom preço médio no câmbio é a melhor opção. “Essa é uma estratégia importante para aqueles que possuem uma viagem marcada com antecedência ou estão planejando um intercâmbio. Assim, separar um valor mensal em reais para realizar a compra de moedas é uma forma de evitar surpresas no orçamento, além de contribuir para uma boa organização financeira”, explica.

Para saber ainda mais sobre investimentos e educação financeira, não deixe de visitar o Hub de Educação da B3.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias