Organizar as contas

Quais são os finais de semana mais baratos para viajar em 2024? Saiba se é hora de voar ou se planejar

Toda viagem demanda planejamento orçamentário para evitar dívidas

Viajar aos finais de semana. Foto: Pixabay
Viajar aos finais de semana. Foto: Pixabay

Organizar as contas para viajar com tranquilidade. Fazer uma grande viagem pode ser o desejo de muita gente, mas já pensou em se planejar para saídas mais curtas? Mesmo que sejam mais baratas, nada se faz sem prévio planejamento e considerando todos os tipos de gastos.

Uma pesquisa feita pelo Kayak, empresa americana de buscador de viagens, mostra quais são os dias com o menor preço médio em passagens aéreas aos finais de semana neste ano. Os principais destinos incluem Buenos Aires, Florianópolis, Porto Alegre, Salvador, Recife e Fortaleza.

Do menor preço R$ 672 (para Brasília) ao maior de R$ 1.602 (para Argentina), o levantamento considera a busca por passagens nos últimos sete meses para viagens que podem ser feitas entre abril e dezembro deste ano, com partida às sextas-feiras e retorno às segundas-feiras.

Os dados foram coletados no dia 16 de fevereiro, para voos de ida e volta, em classe econômica, de todos os aeroportos do País para todos os aeroportos do mundo. As datas de buscas foram consideradas de 07 de agosto de 2023 a 14 de fevereiro deste ano. Para datas de viagem, foram considerados os períodos entre 1º de março e 31 de dezembro deste ano. Os preços são uma média e podem variar com o tempo.

Antes de seguir com os planos, o Bora Investir foi ouvir especialistas em finanças pessoais para entender como se planejar para essas viagens. Veja algumas dicas a seguir.

Guarde antes de viajar

Segundo o professor de finanças Leandro Benincá, um objetivo específico pode ser mais fácil de ser executado em menor tempo do que algo maior e mais ambicioso.

“Quando a gente tem um objetivo específico fica mais fácil de se realizar do que quando temos algo maior, como para a vida ou aposentadoria. É mais fácil se organizar para uma viagem rápida e ela realmente acontecer do que para algo muito grande. Em geral, as pessoas fazem isso em crédito e em dívida. Parcela em até 12 vezes um pacote de viagem e depois você esquece que viajou, e essa dívida vira um peso. O ideal é segurar esse dinheiro antes da viagem”, afirma.

Por isso, ele recomenda sempre cautela e planejamento além das viagens. “O ideal é se organizar para a vida, não apenas para a viagem de fim de semana. Mas a maioria das pessoas está longe de fazer o que é ideal e às vezes só quer viajar no fim de semana e organizar a vida depois”, diz.

*Número corresponde a cada semana do calendário do ano. Fonte: Kayak

Organize o dinheiro em conta separada

Outra alternativa para alocar recursos na viagem é organizar o dinheiro em conta separada daquela usada no dia a dia, por exemplo. “Você pode até abrir uma conta digital em que o dinheiro rende 100% do CDI, vai depositando todos os meses. Todas as pessoas da casa podem ir depositando nessa conta separada. O legal é que vai ficar com rendimento porque os juros no Brasil estão altos e irão se manter assim neste ano, então, fica um dinheiro visível que está crescendo e não está parado. Assim, você consegue fazer sua viagem ou grande parte dela sem contrair dívidas”, explica Benincá.

Segundo o professor, a partir de agora, em abril, quem pretende viajar aos finais de semana pode se planejar. Mas caso esteja cogitando ir neste mês, ele recomenda adiar a viagem e se planejar. “Você não é obrigado a viajar. Não vai agora se não tem dinheiro. Não vai com crédito, porque isso pode virar um peso depois”.

**Número corresponde a cada semana do calendário do ano. Fonte: Kayak

Pense nos gastos extras da viagem

O outro lado que os pacotes de viagens não mostram são os gastos adicionais gerados durante a estadia, o que pode estar tanto relacionado aos próprios gostos pessoais e aos preços do comércio local, como bares, restaurantes, jantares, festas, pontos turísticos, passeios. Esses são fatores a serem considerados antes de viajar.

“Você precisa acomodar o custo do que pretende fazer dentro do orçamento. Saiba o quanto pode gastar, sempre lembrando que esses pacotes de viagens nunca vão dar uma figura completa do que são os gastos adicionais. Então, você tem que considerar essas despesas dentro do orçamento”, afirma o educador de finanças pessoais André Massaro.

Planeje com antecedência

Para Massaro, o melhor é organizar a viagem com até um ano de antecedência. “Se a pessoa tem hábito de viajar, é de bom tom que se planeje de forma antecipada. Se não conseguiu viajar agora na Páscoa, ela sabe que ano que vem terá de novo. A Páscoa não será cancelada. Se você tem esse desejo, você tem um ano para se planejar. Para quem fez isso este ano, não existe planejamento de viagem que se faz em poucas semanas, a não ser que você tenha um plano barato e encaixe no orçamento”, diz.

Massaro considera que não se deve fazer planejamento em cima da hora de viajar para evitar o endividamento em crédito. “Quando se endivida em especial no Brasil, um País com juros altos e para algo que não tem necessidade, você está se colocando em uma posição difícil que irá se voltar contra você. É um prazer de curto prazo que irá te dar prejuízo a longo prazo”.

Saiba como organizar as finanças pessoais. Acesse o curso gratuito e online do Hub de Educação da B3.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias