Criptoativos

Fortunas perdidas: dicas para não perder a senha de sua carteira de bitcoin

Mais de 19,6 milhões de bitcoins foram minerados até hoje. Desse total, estima-se que 20% foram perdidos porque seus donos esqueceram suas senhas de acesso

Senha. Essa pequena chave de acesso pode ser a sua maior salvação ou, na mesma medida, sua maior dor de cabeça. Ainda mais se for a sua única forma de acessar uma carteira digital de bitcoins onde se acumulou uma fortuna ao longo dos anos.

É o que tem tirado o sono do programador alemão Stefan Thomas, que mora em São Francisco (EUA). Ele anotou a senha de acesso à sua carteira de bitcoins em um papel, mas acabou por perdê-lo há alguns anos. No sistema de segurança usado, Thomas tem dez tentativas para recuperar a senha e destravar um disco rígido chamado de IronKey, para poder movimentar o dinheiro. Passadas as dez chances, o valor se perde para sempre. Até agora, ele já usou oito tentativas, sem sucesso, de acordo com o New York Times.

Os bitcoins acumulados por Thomas têm valor em torno de US$ 220 milhões, considerando a cotação desta segunda-feira (12).

“ETF de bitcoin é marco de integração entre cripto e economia tradicional”, diz presidente da ABCripto

Ao Bora Investir, Thomas disse que está em um esforço para recuperar a senha perdida e, por questão de segurança, não pode dar mais detalhes. “Só quero ser sincero: não poderei dizer muito até que a recuperação termine”, afirmou.

Mais de 19,6 milhões de bitcoins foram minerados até hoje, de acordo com dados do CoinMarketCap. Desse total, 20% não mudam de endereço há cinco anos ou mais, o que indica que seus proprietários perderam a senha de acesso ao local onde estão armazenados, estima a Chainalysis.

A criptomoeda é cotada em aproximadamente R$ 260 mil, e na semana passada alcançou uma capitalização de mercado de US$ 1 trilhão pela primeira vez desde dezembro de 2021, conforme o CoinMarketCap. O caso de Thomas traz à tona a importância de manter as senhas em segurança e criar backups das chaves de acesso. Veja o que mais pode ser feito para evitar problemas no acesso à sua carteira.

Bitcoin, Ethereum, DeFi… os ETFs ligados a cripto que mais renderam em um ano

Perdi a senha, e agora?

Diversos aplicativos e carteiras digitais oferecem alternativas para quem perdeu a senha e precisa recuperar o acesso. Uma delas é a frase semente, uma sequencia de 12 a 24 palavras aleatórias que servem como um gerenciador de senhas.

Segundo o diretor-presidente da Associação Brasileira de Criptoeconomia (ABcripto), Bernardo Srur, a maioria das carteiras de bitcoin disponibiliza um suporte técnico para ajudar na recuperação do acesso.

“Independentemente do tipo de carteira escolhido, é fundamental seguir as práticas recomendadas de segurança, como armazenar senhas e frases semente em locais seguros, evitar compartilhar informações confidenciais e manter sistemas e softwares atualizados”, orientou.

Mais cuidado

A segurança das carteiras de bitcoin é uma responsabilidade compartilhada entre os usuários e os desenvolvedores das carteiras, de acordo com Srur. “A recuperação dos ativos digitais ocorre apenas por meio dos métodos estabelecidos pela plataforma”, disse.

O cuidado com a chave de acesso à carteira digital envolve a plataforma de negociação e, sobretudo, o próprio investidor. “Infelizmente, crimes relacionados às criptomoedas estão muitas vezes ligados ao uso indevido da plataforma e à falta de cuidado por parte de alguns usuários. É crucial ter cautela ao utilizar esses serviços, e a abordagem mais eficaz é sempre adotar práticas sólidas de segurança desde o início, prevenindo a perda de acesso e protegendo as criptomoedas em um ambiente dinâmico e em constante evolução”, destacou.

Medidas proativas

No momento de criação da conta digital de bitcoin ou de outros criptoativos, o investidor deve ficar atento para tomar algumas medidas proativas de segurança.

“A melhor maneira de evitar a perda de bitcoins é adotar a criação de backups seguros das chaves privadas ou frases semente (também conhecidas como “seed phrases” em inglês), uma forma comum de backup essencial em caso de perda da senha em carteiras de software”, explicou.

Na fase de configuração da conta, segundo ele, as carteiras de hardware fornecem uma frase semente (seed phrases) que será usada para recuperar a conta. “Em caso de perda do dispositivo, a carteira pode ser recuperada em um novo dispositivo usando essa semente”, disse.

Carteira multisig e HD

Já nas carteiras que envolvem várias assinaturas (multisig), a recuperação de senha exige a colaboração dos usuários que participam dessa assinatura. Conforme Srur, cada integrante contribui com uma assinatura e há um número mínimo de assinaturas necessárias para autorizar transações.

“Quando falamos sobre recuperação com PIN e seed, as carteiras oferecem um PIN para autenticação. A recuperação pode envolver o uso de uma frase semente ou um código de recuperação exclusivo fornecido durante a configuração da conta”, disse.

Outra carteira digital de bitcoins que pode ser escolhida pelo investidor é a HD. Nela, todas as chaves privadas são geradas a partir de uma única frase. “A recuperação envolve inserir essa frase em uma nova carteira para restaurar todos os endereços e ativos associados”, afirmou.

Quer saber mais sobre como investir em cripto na B3? Confira este curso gratuito do Hub de Educação!

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias