Criptoativos

Bitcoin, Ethereum, DeFi… os ETFs ligados a cripto que mais renderam em um ano

Confira os desempenhos dos ETFs ligados a criptoativos, seu cenário atual e perspectivas para o futuro

Imagem de uma moeda de bitcoin em tom acobreado
Bitcoin é a mais famosa das criptomoedas. Foto: Michael Wensch/Domínio Público

Por João Paulo dos Santos

Investir em criptomoedas nem sempre precisa ser complicado e arriscado. Os fundos de índice (ETFs) são uma maneira simples e prática dos brasileiros investirem em criptoativos através da bolsa. 

Com opções diversas do universo de criptos, os ETFs registrados na B3 refletem índices atrelados ao bitcoin, ethereum, DeFi e mais. Com alguns deles rendendo bons retornos no último ano.

“O cenário do mercado de ativos digitais em 2023 é marcado pela combinação entre incerteza e oportunidades. Após um fim de 2022 dramático, os ativos digitais iniciaram uma jornada de recuperação em um terreno ainda não amigável”, afirma Luisa Pires, analista de criptomoedas da Levante Investimentos.

Confira o desempenho dos ETFs ligados a cripto em 12 meses:

*Dados de 08/10/2022 até 08/10/2023

TickerNomeÍndice de referênciaRendimento em 1 ano
BITI11ETF IT NOW Bloomberg Galaxy BitcoinBloomberg Galaxy Bitcoin Index60,64%
BITH11Hashdex Nasdaq Bitcoin Reference PriceNasdaq Bitcoin Reference Price60,29%
QBTC11QR CME CF Bitcoin Reference RateCME CF Bitcoin Reference Rate58,27%
HASH11Hashdex Nasdaq CryptoNasdaq Crypto49,58%
ETHE11Hashdex Nasdaq Ethereum PriceNasdaq Ether Reference Price32,94%
CRPT11Empiricus Teva Criptomoeda Top 20Teva Criptomoeda Top 2030,56%
QETH11QR CME CF Eether Reference RateCME CF Ether-Dollar Reference Rate26,21%
DEFI11Hashdex DeFi CF DeFi Market Cap Weight Composite Index14,16%
BLOK11Investo VanEck ETF Crypto Compare Smart Contract LeadersMVIS Crypto Compare Smart Contract Leaders Index7,42%
WEB311Hashdez Smart Contract PlataformsCF Web 3.0 Smart Contract Platforms Market Cap Index – Brazil2,51
QDFI11QR Bloomber DeFiBloomberg Galaxy DEFI Index-10,20%
META11Hashdex Crypto MetaverseCF Digital Culture Composite Index – Modified Market Cap Weight – BRT-23,23%
NFTS11Investo Vaneck Crypto Compare Media & Entertainment LeadersMVIS CryptoCompare Media & Entertainment Leaders Index-55,48%
Fonte: B3

Destaques para ETFs de bitcoin e ethereum

O levantamento traz um destaque para os ETFs ligados à bitcoin, ethereum e índices que diversificam várias criptos. O ETF IT NOW Bloomberg Galaxy Bitcoin e o Hashdex Nasdaq Bitcoin Reference Price tiveram 60,64% e 60,29% de alta, respectivamente.

Segundo Pires, o bitcoin e ethereum iniciaram 2023 sendo negociados, respectivamente, a US$ 16 mil e US$ 1,2 mil, em um momento no qual o medo dominava o mercado, diante do fantasma da FTX, que semanas antes havia implodido diante da pressão exercida pelo mercado em queda.

“Desta maneira, o início do ano em uma área de notável desconto, auxiliado por teses que, mesmo com as adversidades do mercado, se mantiveram sólidas, possibilitou ganhos relevantes para ETFs que possuem maior exposição às ‘large caps’ do mercado cripto, como bitcoin e ethereum”, explica.

+ Tokenização de ativos: o que é, como funciona e quais seus benefícios

ETFs de Metaverso e mídia em baixa

Nos destaques negativos na amostra de 12 meses está os ETFs atrelados ao Metaverso e à mídia e entretenimento. O Investo Vaneck Crypto Compare Media & Entertainment Leaders teve desempenho de -55,48%, enquanto o Hashdex Crypto Metaverse caiu 23,23%.

Para a analista da Levante, embora ETFs com composições mais centradas em ativos de maior relevância do mercado tenham registrado valorizações, a outra ponta, no caso, ETFs com exposição a ativos com menor consolidação, exemplifica o contrário.

Felipe Martorano, analista de criptomoedas da VG Research, afirma que, ao contrário do bitcoin, os ativos ligados ao Metaverso estão em estágio inicial de desenvolvimento.

“Embora a tecnologia seja promissora, grande parte do crescimento durante o mercado em alta foi impulsionada apenas por especulação e FOMO. No atual mercado de baixa, com enormes incertezas macroeconômicas, a liquidez secou e o desinteresse por ativos deste segmento aumentou drasticamente.”, diz. 

Cenário geral das criptos

De acordo com Martorano, as criptomoedas não são mais ativos completamente descorrelacionados da economia tradicional. Portanto, o cenário geral tende a ser desafiador daqui para frente.

“O aumento da rentabilidade dos títulos americanos de 10 anos, considerado um norte para o mercado global, tem atingido patamares a muito tempo não vistos. Desta forma, com o cenário de juros altos e sem previsão de curto prazo para deterioração desses juros, ativos de maior risco como o caso das criptomoedas tendem a sofrer ou ao menos se tornarem menos atrativos dado as incertezas perante a macroeconomia”, destaca. 

Adicionado a essas incertezas macroeconômicas, o analista da VG Research ressalta que a falta de clareza regulatória e a perseguição por órgãos reguladores, como a SEC nos Estados Unidos, adicionam mais incerteza ao cenário, tornando as perspectivas de curto prazo menos favoráveis.

“Entretanto, a melhor assimetria risco retorno das criptomoedas adicionado aos avanços regulatórios para o posicionamento de capital institucional, traz uma janela de oportunidade”. 

Luisa Pires também destaca a parte regulatória como possível desentrave para o avanço das criptos. “A grande ‘bola’ em questão abordada pelo mercado é a aprovação dos ETFs Spot, que, quando inseridos no mercado, podem possibilitar a entrada de investidores institucionais de maneira muito mais simples e barata do que atualmente”.

“O cenário regulatório, no entanto, passa por um período de certo atrito, com uma crescente pressão sobre a SEC para a aprovação dos ETFs. As projeções apontam para uma possível aprovação do ETF no início de 2024”, completa.

+ Decreto estabelece Banco Central como regulador do setor de criptoativos

Quer saber mais sobre como investir em cripto na B3? Confira este curso gratuito do Hub de Educação!

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias