Notícias

Mercado financeiro hoje: Powel, inflação no Brasil e Campos Neto ficam no foco do dia

Relatório Trimestral de Inflação (RTI) abre a agenda no Brasil juntamente com o IGP-M de setembro

Apesar de parecidos, os termos inflação, deflação e desinflação significam fenômenos econômicos distintos, que o IPCA-15 mede. Foto: Adobe Stock

Por Redação B3 Bora Investir

O Relatório Trimestral de Inflação (RTI) abre a agenda no Brasil juntamente com o IGP-M de setembro.

Ainda por aqui, ficam no foco a entrevista sobre o RTI com o presidente do BC, Roberto Campos Neto, e o diretor de Política Econômica, Diogo Guillen, além da divulgação do resultado do Governo Central de agosto (mediana: -R$ 26,045 bi).

No exterior, o foco estará nas falas de dirigentes do Fed, especialmente a do presidente, Jerome Powell. Saem ainda o PIB do segundo trimestre, pedidos semanais de auxílio desemprego e vendas de imóveis dos EUA.

Por que o RTI é importante para o mercado?

  • Economistas do mercado financeiro buscam no Relatório Trimestral de Inflação (RTI) detalhes sobre a visão do Banco Central acerca de duas variáveis não observáveis da economia: o hiato do produto e a taxa neutra real de juros.
  • Esses dados serão usados para calibrar a trajetória esperada para a Selic, já que ambas as variáveis foram citadas na ata do Comitê de Política Monetária (Copom) de setembro como pontos de atenção.
  • No texto, o comitê afirmou que o hiato do produto “está mais apertado do que o estimado anteriormente” e reconheceu que o juro neutro pode ter aumentado, embora tenha mantido a estimativa de 4,5% que já constava no RTI de junho.

+ Onde investir R$ 30 mil com a taxa Selic a 12,75%?

Dados dos EUA e PIB Alemanha

Os mercados externos operam com indefinição, com os investidores esperando a divulgação de dados dos Estados Unidos e falas de membros do Fed, que poderão ajudar a balizar as expectativas para a política monetária americana.

Permanecem as preocupações de que os juros no mundo ficarão elevados por mais tempo, em especial nos EUA, e ainda temores com o setor imobiliário da China, que ameaçam o crescimento da segunda maior economia do mudo. Neste ambiente ainda está no radar a indefinição no Congresso americano em torno de um acordo que impeça a paralisação da máquina pública.

As bolsas asiáticas fecharam sem direção única, com liquidez restrita em meio a preocupações com o setor imobiliário chinês e antes de um longo feriado na China.

Na Europa, a maioria das bolsas cai. Por lá, destaque à divulgação do CPI alemão.

RTI, IGP-M e Campos Neto

Por aqui, o mercado focará as atenções na divulgação do RTI, IGP-M e nas palavras dos dirigentes do BC, no intuito de buscar pistas sobre a trajetória da Selic, depois dos sinais de que não haverá aceleração no ritmo de corte.

Pode ser bem visto o primeiro encontro entre o presidente Lula e o presidente do BC, Roberto Campos Neto, ontem, desde a posse do novo governo. Nas palavras do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, que ajudou a intermediar a aproximação, ao encontro foi “excelente e produtivo”.

Ontem, o Ibovespa subiu 0,12%, aos 114.327,05 pontos, interrompendo a sequência de três quedas consecutivas, que derrubou o índice dos 118 mil pontos que chegou a registrar no final da semana passada.

Quer entender o que é macroeconomia e como ela afeta seu bolso? Acesse o curso gratuito Introdução à Macroeconomia, no Hub de Educação da B3.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.