Notícias

Mercado financeiro hoje: reação a Copom no Brasil; cautela nos EUA pós-Fed

Bancos Centrais da Turquia e da África do Sul também anunciam seus veredictos sobre juros hoje

Copom. Foto Marcelo Camargo/Agência Brasil
O livro de registros do Copom, o Comitê de Política Monetária. Foto Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Redação B3 Bora Investir

Um dia após o Fed anunciar a manutenção da taxa de juros nos EUA e do Copom anunciar a queda de 50 pontos-base na Selic para 12,75%, a quinta-feira, 21/09, traz mais decisões de política monetária e as atenções estarão especialmente no Banco da Inglaterra (BoE).

Mas os Bancos Centrais da Turquia e da África do Sul também anunciam seus veredictos sobre os juros pela manhã, enquanto o desfecho do encontro do Banco do Japão (BoJ) será à noite. A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, também fica no foco.

Nos Estados Unidos, saem dados de pedidos de auxílio-desemprego e vendas de moradias usadas. No Brasil, o destaque é a arrecadação federal de agosto, mas fica no radar o almoço entre o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.

Decisões monetárias na Europa e EUA

O tom mais duro do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), sinalizando novo aumento de juros até o fim do ano, ainda ecoa nos mercados internacionais. Os futuros de Nova York recuam e na Europa as bolsas caem mais de 1% em meio às decisões de bancos centrais da região antes do BC inglês, além da queda de mais de 1% do petróleo e de 1,90% do minério de ferro.

Hoje os bancos centrais da Suécia e da Noruega elevaram juros básicos, mas o da Suíça optou por uma inesperada manutenção de sua taxa principal, horas antes de o Banco da Inglaterra (BoE) também anunciar decisão de política monetária.

Analistas preveem que o BC inglês deverá anunciar uma última elevação no atual ciclo de aperto monetário, mas não descartam uma pausa após a inflação do Reino Unido desacelerar levemente em agosto.

+ Quais são os investimentos que garantem uma renda mensal em dólar

Comunicado do Copom

A cautela nas bolsas internacionais pós-Fed e queda das commodities devem pesar no Ibovespa em meio à repercussão da reunião do Copom.

O comunicado do Copom do Banco Central (BC) repetiu que continua a avaliar como apropriado que o ciclo de afrouxamento da taxa ocorra no ritmo de 0,50 ponto porcentual “nas próximas reuniões”. Mais uma vez, a sinalização foi unânime entre os nove componentes da diretoria do BC, contando com o presidente Roberto Campos Neto. Além disso, o BC fez um alerta para importância de perseguir a meta estabelecida no novo arcabouço fiscal, sob o risco de limitar a queda da Selic. A taxa passou de 13,25% para 12,75% ao ano

O secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Dario Durigan , disse que a Pasta recebeu de forma muito positiva o corte na taxa de juros e a sinalização de novas reduções.

O mercado também olha os números da arrecadação de impostos em agosto, em meio à descrença do mercado sobre a capacidade de o governo cumprir a meta de déficit zero em 2024.

+ 4 opções de investimento para tempos de queda da Selic

Brasil deixa a liderança mundial de juros reais 

Com a nova baixa da Selic, o Brasil não é mais o líder global no ranking da Money/You de juros reais – aqueles que descontam a inflação e são alvos das críticas de políticos e empresários.

Brasil ocupou o posto ininterruptamente desde maio de 2022, quando a Selic, ainda no ciclo de alta, chegou justamente ao mesmo patamar adotado hoje, de acordo com informações da Agência Estado. 

Segundo levantamento do site com 40 economias, o Brasil passa a ter uma taxa de juro real de 6,40% e agora figura entre os campeões do mundo atrás do México (6,61%). Em terceiro lugar aparece a Colômbia, com 5,10%.

Quer entender o que é macroeconomia e como ela afeta seu bolso? Acesse o curso gratuito Introdução à Macroeconomia, no Hub de Educação da B3.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias