Mercado

Ibovespa fecha perto dos 120 mil pontos, impulsionado por Vale e Petrobras; dólar bate R$ 4,80

Mercado repercutiu mais uma queda nas projeções para inflação e Selic

Ibovespa
O Ibovespa é o principal índice de ações da B3, a Bolsa de Valores do Brasil

Ibovespa e o dólar fecharam em alta nesta segunda-feira (3). O principal índice da bolsa avançou 1,34%, a 119.672 pontos. O mercado repercute mais uma queda nas projeções para inflação e Selic , divulgada pelo boletim Focus  nesta segunda.

Com relação ao câmbio, o dólar fechou em alta de 0,39%, a R$ 4,8084, depois de ter batido mínima de R$ 4,75 e passado boa parte da sessão no campo negativo.

No cenário internacional, a moeda norte-americana avançou discretamente. O DXY, índice que compara o dólar com outras moedas importantes, subia 0,07%, a 102,98.

Nova York fecha em alta

Os três principais índices acionários de Nova York fecharam o pregão reduzido de pré-feriado de 4 de julho nos Estados Unidos em leve alta nesta segunda, 3, com apoio de bancos e Tesla. Os ganhos, no entanto, foram limitados pelas preocupações sobre a indústria nas principais economias do planeta, após uma série de índices de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês).

O índice Dow Jones  fechou em alta de 0,03%, a 34.418,47 pontos; o S&P 500 subiu 0,12%, a 4.455,59 pontos; e o Nasdaq avançou 0,21%, a 13.816,77.

Ibovespa teve o melhor 1° semestre desde 2019; veja o porquê

Ações do Ibovespa

As ações relacionados ao setor de mineração e siderurgia se destacaram, especialmente Gerdau (GGBR4: +3,67% / GOAU4: +3,55%), e Vale (VALE3:), 3,13%, a R$ 66,23. Usiminas subiu 2,55%.

Além disso, as ações da Petrobras também tiveram forte alta e impulsionaram o Ibovespa. As ordinárias subiram 1,72%, e as preferenciais, 1,86%.

Entre as piores, a construtora MRV (MRVE3) caiu 3,11% e a Raia Drogasil (RADL3) desceu 2,80%.

Alpargatas (ALPA4) fechou estável depois de iniciar o dia em queda. As ações da dona da Havaianas ficaram entre as piores do mês de junho.

Focus

O boletim publicado toda segunda-feira pelo Banco Central apontou perspectivas de inflação mais baixa do que as apresentadas na semana anterior. Para 2023, os economistas preveem IPCA de 4,98%, abaixo dos 5,06 projetados anteriormente.

A queda é ainda mais acentuada para 2024 e 2025. No ano que vem, o principal índice de inflação deve fechar em 3,92%, contra os 3,98% vistos anteriormente. Para 2025, a projeção cai de 3,80% para 3,60%.

O que é o Relatório Focus e para que serve?

Selic a 12%

As projeções para a taxa básica de juros também caíram, de 12,25% para 12%, o que aumenta a expectativa para uma queda na taxa Selic  já na próxima reunião do Copom, nos dias 1 e 2 de agosto. Atualmente, a Selic está em 13,75%.

 Além disso, também teve revisão das expectativas. A projeção para a economia brasileira oscilou para cima, com o Produto Interno Bruto (PIB) subindo de 2,18% para 2,19%. Já o dólar, segundo os economistas ouvidos pelo Focus, deve fechar o ano em R$ 5, como o projetado anteriormente.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias