Mercado

Mercado financeiro hoje: Lula, IPCA-15 e Americanas

Mercado ainda avalia os PMIs (Índices de Gerentes de Compras) composto, que inclui medições de serviços e setor industrial nos EUA e zona do euro

Selic, PIB. Moedas e calculadora no celular. Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
O relatório Focus é publicado todas as segundas-feiras com as projeções do mercado financeiro para a economia brasileira. Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Por Redação B3 Bora Investir

Nesta terça, 24/01, o IPCA-15 de janeiro e a arrecadação federal de dezembro dividem as atenções dos investidores, que monitoram a viagem do presidente Lula à Argentina. Ao mesmo tempo, o mercado avalia os PMIs (Índices de Gerentes de Compras) composto, que inclui medições de serviços e setor industrial nos EUA e zona do euro.

Mercado externo

Agora pela manhã, os mercados de ações do ocidente têm sinais divergentes moderados, enquanto avaliam os PMIs da Europa e esperam a divulgação de dados de atividade dos Estados Unidos, além de balanços. Já na Ásia muitos seguem fechados por conta do feriado do Ano Novo Lunar, e o petróleo cai após ganhos recentes. 

Chamam a atenção os PMIs da Alemanha e do Reino Unido, mostrando fraqueza das respectivas economias. Já o PMI da zona do euro subiu a 50,2 em janeiro, ficando acima do esperado, enquanto a expectativa é que nos EUA a prévia do PMI Composto de janeiro continue menor do que 50, sugerindo esfriamento da economia, o que tende a reforçar as estimativas de uma alta menos abrupta dos juros norte-americanos no dia 1º de fevereiro. 

Lula, IPCA-1 e Americanas

Por aqui, a expectativa das bolsas de Nova York operarem negativas pode estimular nova queda do Ibovespa, que vem de dois pregões seguidos de baixa. Por isso, a viagem de Lula à Argentina será acompanhada com afinco, dados os últimos sinais do chefe do Executivo, que ontem pesaram especialmente nos juros e no dólar. 

O presidente indicou que o BNDES terá papel mais ativo em financiamento a outros países, o que elevou as preocupações dos investidores. Já o ministro Fernando Haddad (Fazenda), que acompanha Lula, tentou acalmar o mercado após o presidente criticar o BC e a meta de inflação do País. Disse que é preciso “tranquilidade” para enfrentar o debate sobre comportamento dos preços. 

O mercado no Brasil ainda avalia o IPCA-15 de janeiro, a arrecadação federal de dezembro e o noticiário sobre a crise na Americanas, que tem esquentado a briga de bancos com a varejista.

Ibovespa fecha em queda de 0,27%

Ontem, a Bolsa do Brasil (B3) encerrou o pregão em queda de 0,27% aos 117.737 pontos. O resultado marcou o primeiro pregão após a Americanas ser retirada da carteira teórica do Ibovespa. 

O dólar fechou em queda de 0,15%, cotado a R$ 5,200 na compra e R$ 5,199 na venda. A valorização mais acentuada do real foi impedida após fala de Lula, durante encontros diplomático na Argentina, sobre preferências por uma moeda comum entre países do Mercosul.

+ Entenda a ideia de moeda única do Mercosul e por que ela é difícil de ser implementada

+ 5 fatos para entender a crise econômica da Argentina

O Boletim Focus também contribuiu para que o Ibovespa não registrasse ganhos. Segundo dados divulgados hoje pelo Banco Central (BC), houve aumento das projeções da inflação para 2023 e 2024. A variação foi de 5,39% para 5,48% na inflação deste ano e de 3,70% para 3,84% na do ano que vem. O resultado segue bem acima da meta de 3,25% e do teto da meta (4,75%) definidas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

*Informações da Agência Estado

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.