Mercado

Mercado financeiro hoje: semana conta com ata do Copom, balanços de bancos e Lula nos EUA

A cautela internacional deve continuar pesando nos ativos locais, bem como a expectativa também pelo IPCA nos próximos dias

Sequência de cédulas de Euro
A inflação ainda alta (9,2%) não impediu os números positivos. Foto: Arquivo/Agência Brasil

Por Redação B3 Bora Investir

A ata da reunião do Copom de fevereiro, o IPCA de janeiro e os dados de varejo e serviços do País em dezembro são os destaques da agenda local na semana. Balanços trimestrais de Itaú Unibanco, Bradesco, BB Seguridade, Klabin e Multiplan serão publicados também. 

No exterior, o presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, falará em evento, a presidente de BCE, Christine Lagarde, reúne-se com dirigentes da Comissão Europeia e Eurogrupo e o presidente dos EUA, Joe Biden, recebe o presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, na Casa Branca. 

Entre os indicadores, são esperados os dados preliminares de sentimento do consumidor americano em fevereiro e de expectativas de inflação de 1 e 5 anos no país, o Produto Interno Bruto (PIB) do quarto trimestre do Reino Unido e o índice de preços ao consumidor (CPI) da China em janeiro. Os bancos europeus BNP Paribas, Société Générale e Credit Suisse divulgam também seus resultados.

Aversão ao risco 

No exterior, a aversão a risco volta a marcar os índices futuros de Nova York e contamina as bolsas europeias após o relatório do mercado de trabalho americano, o payroll, na sexta-feira, gerar perspectivas de novas altas de juros nos Estados Unidos e praticamente eliminar as chances de corte de juros neste ano. 

Na Europa, os mercados acionários olharam o forte aumento das encomendas à indústria da Alemanha, de 3,2% em dezembro ante novembro de 2022, acima das previsões, mas focam em prováveis novos apertos monetários pelo Banco Central Europeu (BCE) e o Banco da Inglaterra (BoE), que subiram juros na semana passada.

No Japão, o iene recua ante o dólar ao menor nível em mais de três semanas e a bolsa subiu, após o jornal Nikkei informar que o governo pediu ao vice-presidente do Banco do Japão (BoJ), Masayoshi Amemiya, para assumir a presidência da autoridade monetária no lugar de Haruhiko Kuroda, cujo mandato termina em abril. 

+ Como o investimento estrangeiro direto no Brasil afeta o seu bolso

Ata do Copom e IPCA

A cautela internacional deve continuar pesando nos ativos locais, bem como a expectativa pela ata do Copom e o IPCA nos próximos dias.

Na sexta-feira, dólar e juros subiram e o Ibovespa caiu, pressionados pelo mau humor externo e após o comunicado duro do Comitê de Política Monetária do Banco Central na semana passada sinalizando queda da Selic apenas em 2024. O Ibovespa encerrou com menos 1,36%, aos 108.645 pontos.

A queda também foi influenciada pelas declarações do presidente Lula sobre a autonomia do Banco Central (BC) e a divulgação da queda da produção industrial de 2022.

Para saber mais sobre o funcionamento do mercado, acesse o Hub de Educação Financeira da B3.

*Informações da Agência Estado

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias