Organizar as contas

5 passos para gastar menos comprando material escolar

Material escolar está na lista de gastos de começo de ano, mas é possível economizar

Material escolar. Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

Por Guilherme Naldis

A lista de gastos do começo do ano parece não acabar nunca. E o pior: há uma lista dentro da lista, que é a de material escolar requerido pelos colégios. A conta pode sair cara se as compras não forem planejadas. 

Por isso, o Bora Investir ouviu especialistas em finanças pessoais que vão te mostrar como gastar menos e comprar melhor nas suas aventuras pela papelaria.

1. Reaproveite o material escolar que sobrou do ano anterior

Quem guarda, tem. Por isso, antes de jogar tudo fora e começar as compras dos materiais do zero, é necessário avaliar o que ainda pode ser usado pelas crianças. Afinal, o maior desconto acontece quando não se compra. 

IPVA e IPTU: vale a pena pagar à vista com desconto ou parcelado?

O educador financeiro da Rico, Thiago Godoy, lembra que sempre sobra alguma coisa – como tintas e papéis. “E há os itens que são mais duráveis, como mochila, estojo, réguas e, até mesmo, o caderno, se sobrarem folhas brancas”, afirma.

2. Faça uma lista

Depois que o inventário do ano passo tiver sido feito, é hora de ver o que falta. “Antes de tudo, é preciso fazer uma lista completa com os itens necessários, da maneira mais detalhada possível. Isso vai evitar os impulsos e garantir que nada essencial escape”, afirma Godoy. 

3. Pesquise preços

Geralmente, as escolas enviam uma sugestão de onde comprar o material escolar. Mas a CEO da Invest4U, Jenni Almeida, recomenda que se compre pela internet porque, no ambiente virtual, é mais fácil comparar os preços das papelarias.

Guia da pechincha: 5 passos para nunca mais pagar o preço cheio 

“Às vezes uma papelaria tem preços melhores para alguns produtos do que para outros, então é melhor dividir a compra em duas ou, até mesmo, em três”, afirma. 

Nesse ponto, fazer a pesquisa e as compras com antecedência também vale a pena. Afinal, você consegue esperar o prazo de entrega dos materiais.

4. Compre material escolar no atacado

Muitas vezes, comprar no atacado junto com um grupo de amigos e familiares pode render bons descontos e mais possibilidades de negociação. Afinal, a compra será muito maior, o que pode atrair a atenção do comerciante. “Junte o grupo da escola, que é feito de pessoas que vão ter gastos muito parecidos, e aproveite para diluir os custos. Dividindo os gastos entre o grupo, o valor individual vai ficar muito menor”, afirma Godoy.   

5. Faça parcelas inteligentes

Almeida explica que o material escolar vai ser usado pela criança por um ano inteiro, o que justifica um parcelamento de até 12 vezes. Além de diminuir o impacto imediato do orçamento, a especialista conta que a tática redistribui o gasto dos materiais que, muitas vezes, servirão para o ano seguinte. 

Quer saber mais sobre educação financeira para o novo ano? Confira o curso gratuito ‘Ano Novo, Contas em dia!’ do Hub de Educação da B3!

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias