Organizar as contas

Vídeo te ensina como usar melhor o 13º salário com 12 dicas práticas

Aprenda como priorizar dívidas e fazer o dinheiro render com este material gratuito do Hub de Educação da B3

Cédulas de cinquenta reais
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O recebimento do 13º salário é a oportunidade que muitos esperam para realizar projetos, organizar uma ceia de Natal, presentar entes queridos, pagar empréstimos e até investir. Também é comum que o salário extra seja gasto em compras impulsivas e planos de última hora.

Para que decisões mal planejadas não comprometam a receita extra, o Hub de Educação Financeira da B3 preparou um vídeo com 12 dicas para gastar a renda extra de final de ano de forma consciente. O conteúdo é gratuito e pode ser acessado mediante um cadastro no site.

A seguir, veja alguns pontos abordados no vídeo.

Não deixe seu dinheiro parado

Ao invés de se deixar levar pela euforia da renda extra e sair gastando, uma boa opção pode ser fazer o dinheiro render.

+ Por que investir é mais difícil para algumas pessoas?

Há opções de investimento, como Tesouro Selic, que oferecem liquidez diária. Esse recurso permite que o investidor resgate parte do rendimento a qualquer instante, o que pode funcionar quando há objetivos de última hora, como uma despesa inesperada ou mesmo uma viagem não planejada.

Não gaste tudo numa coisa só

Todo mundo tem sonhos. Mas concentrar o total do benefício em apenas um deles pode acabar atrasando a realização dos outros projetos.

+ Como não deixar as festas de final de ano virarem ressaca financeira?

Logo, a recomendação é priorizar uma dessas metas e reservar a maior parcela do 13º para esse fim. Quanto aos outros objetivos, deve-se reservar parcelas menores e nunca se esquecer por completo deles.

Priorize as dívidas

O décimo terceiro deve ser usado para compras apenas se não houver dívidas. Caso elas existam, então a prioridade deve ser o pagamento das contas em atraso.

+ Retrospectiva financeira: como fazer um balanço das suas finanças no ano

Importante lembrar que em muito casos as dívidas podem ser negociadas e, se houver mais de uma, então a prioridade deve ser o pagamento daquela com os juros mais altos.

Guarde para Janeiro

Assim como o recebimento do 13º, as despesas de janeiro são previsíveis. Então, uma boa recomendação é juntar a renda extra com os gastos a mais que aparecem no começo de todos os anos.

Além das dívidas, vale a pena reservar parte do dinheiro extra para os tributos públicos, como IPVA e IPTU, e também para matrícula dos filhos e material escolar.

Para conferir as outras dicas de como utilizar o 13º, acesse o vídeo!

Veja também:

Quer saber mais sobre educação financeira para o novo ano? Confira o curso gratuito ‘Ano Novo, Contas em dia!’ do Hub de Educação da B3!

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias