Mercado

Mercado financeiro hoje: cautela externa em dia de balanços de empresas nos EUA

Entre os indicadores, destaque para a confiança do consumidor no Brasil e o relatório semanal de estoques de petróleo nos EUA

Cédulas de Dólar e Euro sobre nota de Real, dando foco a uma nota de cem reais
No Brasil, assim como em outros mercados emergentes, a presença de investidores estrangeiros é marcante. Foto: Adobe Stock

Por Redação B3 Bora Investir

A quarta-feira é de agenda enxuta e de feriado na cidade de São Paulo, mas a B3 funciona normalmente. Com os dirigentes do Banco Central (BC) e do Federal Reserve (Fed) no chamado “período de silêncio” a uma semana do anúncio de decisões monetárias, as atenções se voltam para balanços corporativos do quarto trimestre de 2022, como de Boeing, AT&T, IBM e Tesla. 

Entre os indicadores, destaque para a confiança do consumidor no Brasil e o relatório semanal de estoques de petróleo nos EUA. 

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) passa o dia hoje no Uruguai, onde se encontra com o presidente do país, Luis Lacalle Pou, depois de ter passado os últimos na Argentina.

+ O que seria a moeda única do Mercosul e por que ela é difícil de ser implementada

Mercado exterior 

O sentimento de cautela volta a pesar nas bolsas ocidentais, que recuam nesta manhã em meio a temores de recessão nos Estados Unidos e Europa, após dados de atividade PMIs fracos divulgados ontem e discursos de dirigentes do Banco Central Europeu reforçando novas altas de juros na região. 

Na zona do euro, a Bolsa de Frankfurt acelerou as perdas e as expectativas se voltam agora para balanços das empresas dos EUA. Diante do cenário de crise do setor de tecnologia, a Microsoft viu seu lucro encolher em 12% para US$ 16,4 bilhões no último trimestre, segundo balanço divulgado ontem. 

O petróleo tenta se firmar em terreno positivo com investidores esperançosos de que a demanda deve se recuperar diante do fim da política de covid zero na China, onde os mercados se mantêm fechados pelo feriado prolongado de Ano Novo Lunar. 

Ibovespa e Americanas 

Por aqui, o cenário externo negativo pode inibir o ânimo na Bolsa local em dia de agenda econômica esvaziada e com os investidores de olho no encontro de Lula e Lacalle Pou. 

A persistente queda do dólar ante algumas moedas emergentes e ligadas a commodities e também dos retornos dos Treasuries (títulos do Tesouro americano) pode voltar a ter impacto nos mercados de câmbio e de juros. 

Ontem, investidores devolveram parte das altas recentes reagindo à percepção de atividade fraca nos Estados Unidos, na Alemanha e no Reino Unido. No entanto, o Ibovespa B3 subiu 1,16%, a 113.028 pontos, apoiado pelo desempenho de ações relacionadas à commodities, que seguem respondendo ao movimento de reabertura da economia chinesa, como também pelo setor de consumo, como Magazine Luiza e Natura. 

O mercado segue ainda de olho no caso das Americanas, que divulgou sua lista de credores.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.