Organizar as contas

Organização financeira pessoal: dicas para aplicar em 2024

Dívidas podem atrapalhar vida financeira saudável e realização de novos objetivos.

Foto: Adobe Stock
É através da organização que podemos realizar sonhos, metas e objetivos, porém começar esse processo pode não ser fácil. Foto: Adobe Stock

Por João Paulo dos Santos

O ano está aí para nos ajudar a renovar os ânimos e sonhos pessoais, profissionais e os financeiros, base para as conquistas dos dois primeiros. Mas, para muitas pessoas, este só será um feliz ano novo se elas conseguirem caprichar na organização financeira pessoal e se livrar das dívidas para poderem viver o novo ciclo de maneira plena, sem preocupação financeira.

Trata-se de muita gente: quase 80% dos lares brasileiros têm dívidas a vencer. Isso porque, em 2023, o endividamento entrou em rota de queda no Brasil, ainda que tenha permanecido em patamares elevados.

Não é segredo que o primeiro passo para conseguir um objetivo é se organizar. Com as finanças não é diferente. Porém, como conseguir fazer isso no novo ano? Para Alexandre Brito, sócio da Finacap Investimentos, a principal questão quando tratamos de organização financeira é o orçamento doméstico – que é, objetivamente, o planejamento financeiro pessoal.

Como aplicar uma boa organização financeira pessoal?

Para a organização do orçamento, Alexandre recomenda três pilares: identificar, planejar e controlar. Entenda:

Identificar

A primeira etapa de identificação serve para organizar a situação atual do orçamento, ou seja, ter claro a receita mensal, despesas divididas por categorias (gastos essenciais, estilo de vida, prioridades financeiras e despesas financeiras) e, se for o caso, as dívidas. 

Planejar

A segunda etapa é, após identificar a situação atual, planejar o orçamento (quanto devo ter receita para os próximos meses e qual meu nível de gastos para os diversos itens, como alimentação, moradia, transporte, lazer, etc). 

Controlar

A última etapa é a de controle do orçamento, ou seja, após ter desenhado o planejamento financeiro para os próximos meses e ano, é importante alimentar a ferramenta de controle com o que foi efetivamente realizado (receitas e despesas).

Assim, é possível avaliar se o realizado está saindo conforme o planejado e, caso haja algum desvio, qual será o plano de ação para corrigir a rota. 

Neste ponto do controle é importante frisar que a ferramenta utilizada varia de acordo com o gosto do freguês. Pode-se usar uma planilha, o bom e velho caderno ou algum aplicativo – o importante é ter essa ferramenta que consolide o planejamento anual e lhe permita alimentar com as receitas e gastos realizados.

Outro ponto é a periodicidade que será realizado esse controle, seja diário, semanal, quinzenal ou um orçamento mensal. O mais importante é que o acompanhamento vire rotina.

O que fazer para começar 2024 sem dívidas?

Dado os passos para se organizar financeiramente, a recomendação para começar o ano sem dívidas é seguir bem a primeira etapa de identificar a situação atual.

Caso já existam dívidas, deve-se coletar o máximo de informações possíveis como: quantidade de parcelas a pagar, valor de cada parcela e a taxa de juros efetiva total (conhecida pela sigla CET)”, explica o sócio da Finacap. 

O passo seguinte é planejar sua realidade de orçamento e negociar com os credores para buscar formas de reduzir os juros pagos e, se for o caso, com um bom planejamento, trocar dívidas caras por dívidas mais baratas.

Neste ponto deve-se utilizar com seriedade o planejamento para que, após definido a realidade de amortização das dívidas, o pagamento seja viável e caiba no seu orçamento para não incorrer em mais dívidas.

Dívidas quitadas: como organizar novos sonhos?

Após conseguir controlar as dívidas e quitá-las, chegou a hora de planejar novos sonhos. Por isso, quando concluir esse objetivo, você terá se tornado um poupador e deve começar a pensar nos seus investimentos.

Traçar planos de curto, médio e longo prazo, com um bom planejamento da sua poupança e alocando seus recursos de acordo com seus objetivos financeiros traçados. 

“Vale salientar que, universalmente, o principal objetivo de qualquer investidor deve ser, antes de mais nada, garantir a sua aposentadoria. Neste sentido, é importante priorizar o planejamento de longo prazo para que se atinja a independência financeira a partir de um programa de investimentos recorrentes”, afirma Alexandre.

Para realizar os novos sonhos é importante evitar perder a rotina de planejar e controlar o orçamento e não ceder às tentações de gastar além do que se ganha, mesmo que haja, após liquidar as dívidas, um excesso financeiro. Pense que o patrimônio que você está acumulado será para o seu “eu” do futuro.

Para quem precisa fazer um planejamento financeiro, a B3 oferece um curso sobre como organizar suas finanças. Na plataforma de educação, também há cursos sobre investimento e muito mais.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias