Organizar as contas

Varejo prevê alta nas vendas para o Dia das Crianças; saiba os presentes mais caros

Setor prevê crescimento de 1,2% nas vendas em relação a 2022, apesar do aumento de 7% no preço dos presentes de Dia das Crianças

Fotografia de criança desenhando um leão de giz no asfalto
Contribuintes têm até o final deste mês para acertar suas contas com o leão. Foto: Adobe Stock

Por Redação B3 Bora Investir

O varejo está otimista com o Dia das Crianças neste ano, considerado a terceira data mais importante para o comércio brasileiro em termos de volume de vendas, atrás apenas do Natal e do Dia das Mães.

Um estudo da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) mostrou que as vendas devem crescer 1,2% neste ano, em relação ao mesmo período de 2022. Essa melhora representa um volume de R$ 8,44 bilhões, ante os R$ 8,34 bilhões do ano passado.

Como funcionam as contas digitais para crianças e seus benefícios

Segundo o presidente da CNC, José Roberto Tadros, o resultado também deve superar o nível de vendas observado antes do início da pandemia, em março de 2020.

“Os consumidores podem aproveitar preços mais estáveis para adquirir presentes, enquanto o setor varejista continua sua trajetória de recuperação econômica, após os desafios impostos pela pandemia”.

Preços dos presentes sobem menos que em 2022

A queda da inflação e o início do corte de juros impactaram de forma positiva os preços dos onze produtos e serviços que compõem a cesta do Dia das Crianças. (Veja a lista completa abaixo).

Neste ano, em média, os presentes estão 7% mais caros em relação ao ano passado – uma desaceleração na comparação ao aumento de 9,9% registrados no ano anterior em relação a 2021.

Os preços dos sapatos infantis avançaram 12,4% e foram seguidos por livros (10,3%), tênis (9%), chocolates (8,8%) e lanches (8,6%). Todos esses produtos subiram acima da média da cesta medida pela CNC.

Educação financeira infantil: saiba falar de finanças com os pequenos

Também ficaram mais caros os brinquedos (5,8%), roupa infantil (4,6%), cinema, teatro e concertos (2,7%) e doces (1,7%). Pelo lado das baixas, apenas bicicleta (-0,1%) e os videogames (-8,5%) ficaram mais baratos.

Diante das condições de crédito ainda apertadas, com a taxa básica de juros em 12,75%, o consumidor deve preferir pagar as contas à vista.

“Apesar do Banco Central ter iniciado um processo de flexibilização da política monetária, a taxa média de juros das operações livres destinadas às pessoas físicas ainda permanece acima do patamar registrado no ano anterior, chegando a 57,71% ao ano”, afirma Bentes.

Produtos mais procurados para o Dia das Crianças

Os produtos mais procurados pelos brasileiros para presentear as crianças na quinta-feira, 12/10, estão nos segmentos de vestuário e calçados. Esse grupo responde pela maior fatia (33%) do volume projetado para as vendas, ou seja, R$ 2,8 bilhões.

Os eletroeletrônicos e brinquedos representa 25% dos presentes mais buscados (R$ 2,1 bilhões), seguido de itens de perfumarias e farmácias que devem registrar o maior crescimento de vendas em relação ao ano anterior, com um avanço de 2,8% e um volume esperado de R$ 1,4 bilhões.

Itens20222023
Sapato infantil14,7%12,4%
Livro11,5%10,3%
Tênis19,6%9%
Chocolates11,2%8,8%
Lanche5,1%8,6%
Brinquedo19,9%5,8%
Roupa infantil15,4%4,6%
Cinema, teatro e concertos6,8%2,7%
Doces10,8%1,7%
Bicicleta6,1%-0,1%
Videogame-7,2%-8,5%
Total Cesta9,9%7%
Fonte: CNC

Para saber mais sobre investimentos, confira os conteúdos gratuitos do Hub de Educação Financeira da B3.

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.