ETFs

Diversidade é um tema importante para você? E diversificação?

Sua carteira de investimentos tende a ser mais eficiente quando você promove a diversidade entre os ativos que a compõem

Moedas de 1 real que formam a imagem de um cifrão. Salário Mínimo
Hoje, o salário mínimo nacional é de R$ 1.320,00
Com BlackRock

Presentes na América Latina há quase 3 décadas, o objetivo da BlackRock é simples: ajudar cada vez mais pessoas a experimentar o bem-estar financeiro.

Assim como a sociedade, as empresas tendem a ser melhores quando compostas por pessoas que não são e não se comportam iguais umas às outras, a sua carteira de investimentos também tende a ser mais eficiente quando você promove a diversidade entre os ativos que a compõem.

E, tal como uma empresa que possui colaboradores de diferentes nacionalidades é mais diversa, uma carteira de investimentos com ativos internacionais também é mais diversificada, não é mesmo?

Se seus investimentos em renda fixa são todos emitidos pelo governo, bancos e demais empresas nacionais e com renda atrelada à taxa de juros ou inflação só do Brasil, talvez esteja na hora de você pensar em mais diversidade.

É, de fato, compreensível caso seus investimentos em renda fixa estejam todos concentrados no Brasil. Até pouco tempo o acesso a títulos internacionais era mais complexo, custoso e burocrático. A boa notícia é que hoje em dia é muito fácil incluir títulos estrangeiros na sua carteira, graças aos BDRs (Brazilian Depositary Receipts).

Como funcionam os títulos de renda fixa internacionais?

A renda fixa internacional é bem semelhante com a que você já conhece. Geralmente, títulos públicos (emitidos pelo governo) normalmente são mais seguros, já os títulos privados (emitidos por empresas) são mais arriscados, por isso, oferecem rentabilidades (ou taxas) maiores. Ainda, podem ser pré-fixados ou pós-fixados, acompanhando taxas de juros ou índices de inflação.

Se são assim tão parecidos com o que já temos, vale mesmo a pena diversificar?

A resposta é sim! Já pensou o quanto aumenta a sua tranquilidade ao emprestar dinheiro também para o governo dos Estados Unidos ou para as maiores empresas do mundo?

Economias de países diferentes vão passando por ciclos econômicos diferentes e essa é uma das principais vantagens da diversidade nos seus investimentos.

Se os riscos são menores, é possível que os potenciais ganhos poderão ser menores do que os dos investimentos disponíveis aqui no Brasil. Mas como os juros subiram em praticamente todo o mundo, a diferença de rentabilidade entre títulos nacionais e estrangeiros vem diminuindo.

Então, como escolher esses títulos internacionais?

Escolhendo BDRs de títulos que distribuem renda periodicamente (alguns distribuem todos os meses), você passa a ter mais fontes de renda, possivelmente diminuindo o risco e fortalecendo sua carteira.

Os riscos podem ser menores porque a chance de um evento de crédito é bem menor, por conta do tamanho do governo e das empresas estrangeiras. Além disso, o risco de mercado tende a ser menor, já que em economias mais estáveis, os juros e a inflação costumam oscilar menos do que no Brasil.

Um fator especial é a questão do câmbio!

Os preços dos BDRs oscilam conforme o preço dos ativos originais que eles representam e conforme o câmbio entre o Real e a moeda do país estrangeiro (geralmente o dólar).

É interessante entender que a oscilação de preços é igual para todos, mas o efeito disso para cada um, vai depender do perfil de investidor.

Para quem pretende vender os BDRs de renda fixa no curto prazo, o câmbio significa um risco a mais, potencializando o vai e vem dos preços.

Para quem tem mais interesse na renda do que na venda dos títulos e pretende mantê-los por longos anos, o efeito da oscilação de preços não vai ser tão relevante.

E tem outro perfil que procura justamente esse vai e vem do câmbio. Os BDRs de ETFs lastreados em títulos públicos de curto prazo têm, em geral, variação de preço pequena, portanto, as mudanças em seu valor refletem principalmente a variação cambial. Esse tipo de instrumento pode então ser utilizado pelo investidor que quer apenas captar essa variação.

Isto é, a força vem da diversidade!

Não esqueça que a busca é por diversidade, nesse sentido, nossos títulos brasileiros vão ter sempre um papel importante na sua carteira e sem exposição ao fator de risco cambial.

De agora em diante é com você. Conheça melhor os BDRs de renda fixa internacional e comece a diversificar seus investimentos!

Sobre nós

O Bora Investir é um site de educação financeira idealizado pela B3, a Bolsa do Brasil. Além de notícias sobre o mercado financeiro, também traz conteúdos para quem deseja aprender como funcionam as diversas modalidades de investimentos disponíveis no mercado atualmente.

Feitas por uma redação composta por especialistas em finanças, as matérias do Bora Investir te conduzem a um aprendizado sólido e confiável. O site também conta com artigos feitos por parceiros experientes de outras instituições financeiras, com conteúdos que ampliam os conhecimentos e contribuem para a formação financeira de todos os brasileiros.

Últimas notícias